CACHOEIRA DO SUL PREVISÃO
João Eichbaum

'Daqui só saio morto'

Senhor Jair Messias Bolsonaro! O senhor viu aquelas multidões em Brasília e na Avenida Paulista, na semana passada? Mais precisamente, no dia 7 de setembro, dia em que se comemora a pátria, a liberdade da pátria, que foi proclamada num matinho, às margens do sumido rio Ipiranga, onde o príncipe, dom Pedro I, fora descarregar a matéria do seu intestino provocada por uma diarreia desgraçada?
O senhor viu pessoas reunidas, em maior ou menor número, pelo Brasil inteiro, algumas debaixo da chuva, outras desfilando de automóvel, todas vestidas de verde e amarelo, algumas enroladas na bandeira nacional, outros brandindo-a orgulhosamente?
O senhor já tinha visto coisa semelhante? O senhor já tinha visto tanto povo reunido, em torno de uma só causa: a de um Brasil onde as leis sejam cumpridas, a começar por sua Suprema Corte, cujos juízes se tornam investigadores, acusadores e julgadores de suas próprias contendas; a de um Brasil donde a corrupção seja definitivamente banida, com a prisão verdadeira, e não de mentirinha, dos corruptos; a de um Brasil onde o povo não seja espoliado por políticos sem escrúpulos, por políticos processados por corrupção e, mesmo nessa condição, se tornam investigadores de corrupção?
O senhor sabia que os caminhoneiros, de cujo trabalho depende a riqueza desse país, se aliaram àquelas multidões, para mostrar a força do povo, provando que, sem eles, o Brasil estanca e que, sem dinheiro, não há como pagar as mordomias dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário?
O senhor sabia, senhor Jair Messias Bolsonaro, que aquelas multidões, apoiadas pelos caminhoneiros, o elegeram para que o senhor as livrasse dos males acima citados e de outros, que obrigam o povo a trabalhar para pagar impostos e, com esses impostos, custear, por exemplo, campanhas políticas ou lautos jantares da Suprema Corte?
O senhor sabia que esse povo o via como representante seu, porque lhe imaginava diferente dos outros políticos, tendo-o por um homem destemido, honesto, independente, e por essas razões o elegeu, senhor Jair?
O senhor sabia que o povo foi para as ruas, levado pelo eco de suas palavras "daqui só saio morto"? Sim, o povo se encorajou, porque só pusilânimes não diriam isso. O povo não queria guerra, mortes de ninguém, naturalmente, mas imaginava que o senhor fosse autêntico líder e que tivesse qualidades para sair de qualquer contenda vivo e vitorioso.
O senhor se lembra, senhor Jair Messias Bolsonaro, que discursou, empolgado, vibrante, abrindo a boca para mostrar a coragem de quem é valente, capaz de afrontar aqueles que se têm por deuses? Ou pensou que estava discursando para um formigueiro, para formigas tontas que se dispersam e vão tratar de suas vidas, esquecendo o que ouviram no discurso?
O senhor, que conhece a bíblia, pratica a religião e leva "Messias" no nome, deveria saber que um outro Messias, defendendo uma causa, também arrastou multidões, mas enfrentou a morte na cruz sem arreglar com seus inimigos, para se safar, e sair cantando carnavalescamente: "bandeira branca, amor, eu peço paz".

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial..

(51) 3724-4368 | (51) 9-9745-8687 | CACHOEIRA DO SUL | RS | BRASIL