CACHOEIRA DO SUL PREVISÃO
Ricardo Peró Job

Luzes & Sombras

Degenerados
Projeto de lei do deputado Orlando Silva (PCdoB-BA) em tramitação na Câmara dos Deputados abre uma brecha para legalizar o incesto no Brasil. No início da semana a proposta foi colocada para votação na Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Embora os desmentidos do autor e do relator, deputado Túlio Gadelha, da Rede, no art. 2° do projeto é previsto: "São reconhecidas como famílias todas as formas de união entre duas ou mais pessoas que para este fim se constituam e que se baseiem no amor, na socioafetividade, independente de consanguinidade, gênero, orientação sexual, nacionalidade, credo ou raça, incluindo seus filhos ou pessoas que assim sejam consideradas".

Propaganda enganosa
A rede de fast food McDonald's não toma jeito. Em 1912 perdeu uma demanda judicial para o chef Jamie Oliver, que demonstrou como eram produzidos seus hambúrgueres. Segundo Oliver provou, as partes gordurosas da carne eram "lavadas" com hidróxido de amônia e, em seguida utilizadas na fabricação do "bolo" de carne para encher o hambúrguer. Afora a baixa qualidade da "carne", se é que se pode chamar assim o tal "bolo", o hidróxido de amônia é altamente prejudicial à saúde. Agora, após a página do Instagram "Coma Com os Olhos", ter afirmado que levaria ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária e ao Procon de São Paulo a rede por propaganda enganosa em função de seus novos sanduíches da linha McPicanha não ter picanha na composição e sim um "molho sabor picanha", o Mac Donald's mais uma vez teve de reconhecer o embuste. Em nota a rede reconheceu que, de fato, de picanha, só o cheiro em seus sanduíches.

Vergonha

Enquanto as manchetes da grande mídia destacam a nova rusga entre o presidente Jair Bolsonaro e o STF, na surdina, seus membros seguem o desmanche da Lava Jato com as costumeiras "anulações" de sentenças contra os saqueadores da Nação. Esta semana, Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconheceu a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba, para julgar o caso da Torre Pituba, na Bahia. O ministro anulou todos as decisões dadas pela juíza Gabriela Hardt no âmbito da ação penal sobre o esquema de corrupção envolvendo a construção da sede da Petrobras em Salvador, como o recebimento de denúncia e despachos posteriores. O processo agora será remetido à Justiça Eleitoral, que vai decidir sobre o aproveitamento da instrução do caso. De antemão, já sabemos qual será o resultado. E viva a impunidade!

O novo "Buana"

O ator Leonardo DiCaprio se engajou na campanha para que os adolescentes brasileiros tirem seus títulos de eleitor para votar contra o atual presidente do Brasil. "O Brasil abriga a Amazônia e outros ecossistemas críticos para a mudança climática. O que acontece lá importa para todos nós e o voto dos jovens é chave na promoção de mudança para um planeta saudável". Ignorante e vítima da propaganda protecionista dos EUA e da Europa contra o Brasil, parece não saber que os agricultores da União Europeia usam entre 45% e 65% de seu território, quase que totalmente desmatado. Os Estados Unidos, 18,3%; a China, 17,7%; e a Índia, 60,5%. "Os agricultores brasileiros cultivam apenas 7,6%. Também parece desconhecer o fato de que, os compradores da madeira ilegal cortada no Brasil, são os moradores destes mesmos países. Mas, como nossa grande imprensa parece achar que vivemos numa "república bananeira", deram grande destaque para as declarações do novo "buana".

Impunidade
O STF e alguns juízes de outras instâncias do Judiciário estão pouco a pouco anulando tudo o que já foi julgado ou indiciado pela falecida Operação Lava Jato, visando beneficiar o bando que, liderado por Luiz Inácio da Silva, o "Lula", saquearam o país. O caso mais recente é da 2ª Vara Cível de São Bernardo do Campo, em São Paulo, que condenou na semana passada o ex-senador Delcídio do Amaral a pagar reparação por danos morais de R$ 10 mil ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por acusá-lo do crime de obstrução à Justiça. Delcídio foi multado por delatar a tentativa de Lula de proteger Cerveró, diretor internacional da Petrobrás e diretor financeiro da BR Distribuidora nos governos Lula e Dilma. Cerveró também acabou denunciando o ex-presidente como o chefe da organização criminosa que saqueou os cofres públicos. O detalhe é que a delação foi homologada até pelo STF.

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial..

(51) 3724-4368 | (51) 9-9745-8687 | CACHOEIRA DO SUL | RS | BRASIL