CACHOEIRA DO SUL PREVISÃO
Luto na sétima arte

Morre Sean Connery, ícone do cinema

O mundo do cinema perdeu neste sábado, 31/10, um de seus maiores nomes. Aos 90 anos, 60 deles dedicados a sétima arte, Sean Connery morreu enquanto dormia em sua casa, nas Bahamas. A informação foi confirmada pelo filho dele, Jason Connery. De acordo com ele, o pai não estava bem 'havia algum tempo'. 

Ícone do cinema, Sean era escocês e foi o primeiro a interpretar o espião James Bond, papel que repetiu mis seis vezes entre 1960 e 1980. Aliás, em diversas enquetes foi apontado como o melhor James Bond do cinema. Como o agente secreto estrelou "O satânico Dr. No" (1962), "Moscou contra 007" (1963), "007 contra Goldfinger" (1964), "007 Contra a chantagem atômica" (1965), "Com 007 só se vive duas vezes" (1967), "007 - Os diamantes são eternos" (1971) e "007 - Nunca mais outra vez" (1983)

Foi este papel que lhe rendeu uma bem-sucedida carreira, que incluiu inúmeros longas. Entre eles "Marnie, Confissões de uma Ladra" (1964), de Alfred Hitchcock, "A colina dos homens perdidos" (1965), "Assassinato no Expresso Oriente" (1974), "O homem que queria ser rei" (1975), "Caçada ao Outubro Vermelho" (1990), "O Nome da Rosa" (1986), "Indiana Jones e a Última Cruzada" (1989) e "Os intocáveis" (1987), de Brian de Palma, pelo qual venceu o Oscar de melhor ator coadjuvante. Aliás, com quase cem filmes na biografia, venceu mais de 30 prêmios e continua sendo inspiração para as gerações posteriores.

Imagens

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial..

(51) 3722-4368 | (51) 9-9945-8687 | CACHOEIRA DO SUL | RS | BRASIL