CACHOEIRA DO SUL PREVISÃO
Fórmula 1

Em disputa pegada com Verstappen Hamilton vence em Interlagos

Inglês mostrou que está na disputa pelo título. Caçou Verstappen por mais de 40 voltas e, superando o favorito, venceu o GP de São Paulo.

Foto: Mark Thompson/Getty Images

A expectativa acerca do GP de São Paulo era enorme, afinal, marca a volta da Fórmula 1 a Interlagos após o cancelamento da etapa em 2020 por conta da pandemia da covid-19. Isso sem falar nas novidades, começando pelo próprio nome, já que a prova acaba de ser rebatizada, e pelo novo comando, agora nas mãos de Alan Adler.

Décima nova etapa da temporada, o GP de São Paulo ocorreu em um momento crucial para o campeonato, com uma disputa real envolvendo a luta pelo título mundial. Max Verstappen e Lewis Hamilton brigam pela taça de campeão do mundo e chegaram a São Paulo em momentos completamente distintos. Verstappen como favorito após a vitória no México e 19 pontos à frente de Hamilton no Mundial de Pilotos - embora nem a Mercedes aceitasse entregar os pontos e nem a Red Bull acreditasse ter o título nas mãos.

E de forma alguma houve decepção. O que se viu neste domingo, 14/11, foi uma disputa acirrada entre os dois pilotos. Assim como aconteceu sete dias antes, no México, Max Verstappen voou na largada, mas Lewis Hamilton também estava inspirado. Em menos de 20 voltas, estava atrás somente do holandês. A partir daí, um confronto direto entre os dois nomes da temporada marcou o GP. Já com a corrida se encaminhado para o final, na volta 59 e com um empurrão, Hamilton tomou a ponta e segurou o primeiro lugar até a bandeirada. Vitória memorável do heptacampeão mundial.

A vitória tem sabor especial para Hamilton e para a Mercedes e mostra que o inglês está vivo para o título. Largou em décimo lugar e em menos de dez voltas era o terceiro e em menos de 20 o segundo. Perseguiu Verstappen por quase 40 voltas até conseguir passar, encarando um encontrão que fez com que fossem juntos para a área de escape e se imaginasse a possibilidade de punição para o holandês, que não veio. Com calma e na pista, Hamilton venceu uma das provas mais improváveis de toda a carreira. Na bandeirada, repetiu o ídolo de infância, Ayrton Senna: parou junto a um fiscal, pegou a bandeira brasileira e sacudiu por uma volta junto ao público.

Verstappen ficou com o segundo lugar e foi seguido por Valtteri Bottas - que novamente foi ultrapassado na largada, mas conseguiu se recuperar e deixar Sergio Pérez para trás. O finlandês completa o pódio, mas o mexicano colocou pneus novos no fim para tirar de Hamilton a volta mais rápida e fechar em quarto. Charles Leclerc e Carlos Sainz deixaram a Ferrari em quinto e sexto, enquanto Pierre Gasly bateu Esteban Ocon e Fernando Alonso. Lando Norris fechou o top-10.


Imagens

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial..

(51) 3724-4368 | (51) 9-9745-8687 | CACHOEIRA DO SUL | RS | BRASIL