Pandemia

Governador alerta: 'Os próximos 15 dias serão cruciais. Se puder, fique em casa'

No dia em que o Rio Grande do Sul completa 15 semanas em estado de calamidade pública, nesta quinta-feira, 2/7, o governador Eduardo Leite divulga um vídeo alertando a população de que as próximas duas semanas serão o período mais crítico do enfrentamento à pandemia no Estado. A chegada do frio, que pode sobrecarregar o sistema de saúde, coincide com quase metade do Rio Grande do Sul (46% da população) sob bandeira vermelha, ou seja, com risco epidemiológico alto por estar com elevada ocupação hospitalar e propagação do vírus, conforme o modelo de Distanciamento Controlado. É fundamental que, nos próximos 15 dias, retomemos os níveis de isolamento intenso que observamos no início de abril. Vivíamos, naqueles dias, os primeiros movimentos de convivência com a doença. Agora, eu sei, estamos todos cansados, pois somos todos humanos, mas não é hora de desistir! Pelo contrário: diante do momento mais crítico, a nossa melhor resposta ainda é a persistência", reforçou Leite. 

O governador destacou os esforços realizados pelo governo até aqui, como a ampliação em 75% da capacidade de hospitalar - de 933 leitos UTI adulto SUS antes da pandemia, o total deve chegar a 1.630 nos próximos dias, contando os novos pedidos de habilitação -, a distribuição de respiradores e equipamentos de proteção e a transferência de recursos financeiros, inclusive com o apoio de outros Poderes, do governo federal e de parlamentares.

Leite agradeceu, ainda, pelos esforços empreendidos por empresas, instituições e toda a população, lamentando especialmente a perda de mais de 600 vidas, até aqui, além de empregos, aulas e projetos. "Trabalhamos para minimizar estes efeitos e iremos trabalhar ainda para retomar a normalidade mais adiante, quando for possível", afirmou, citando o Distanciamento Controlado como sistema que permite a aplicação de medidas na dose certa, no local certo e no momento certo utilizando bandeiras e protocolos regionais e setorizados. "Apesar de todo este trabalho, julho chegou com a pior das notícias: estamos com o sinal de alerta ligado pelo ritmo de ocupação das nossas UTIs. Confiamos nos efeitos de contenção do nosso modelo de Distanciamento Controlado, mas o modelo só se concretiza a partir do comportamento das pessoas. Sobretudo em regiões de bandeira vermelha, chegou a hora de mais uma dose de esforço", reforçou.

O governador finalizou o vídeo com o apelo: "Falta mais um pouco, é preciso força, portanto, logo chegará a hora de podermos matar a saudade dos abraços, mas ainda precisamos de mais cuidado e proteção. Especialmente nos próximos 15 dias, se puder, fique em casa".

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial..

(51) 3722-4368 | (51) 9-9945-8687 | CACHOEIRA DO SUL | RS | BRASIL